30 março 2012

Ah, Sexta feira... #8

Doce, doce, doce Sexta feira. 
Pequena (grande! Onde está a bebé enfezadinha que me olhou com espanto quando te  trouxeram até mim?) Texuguinha faz 7 meses. 7 meses de ti. 
Continuas calminha. Mas quando te dá os cinco minutos, vai tudo na vassoura
Adoras adormecer a agarrar o Kiko Nico. Pelo focinho, pelas orelhas, não importa, o Kiko Nico tem é de estar. Tens um verdadeiro gangue de Nicos e adora-los a todos. O Leo Nico acompanha-te sempre que vais para algum lado, não fosses tu descendente de um "Leãozinho".
Entraste na fase São Bernardo e acho que não tarda serás monodente. 
Tens um olhar meigo, doce, terno. 
Descobriste as tuas "chulecas" e agora não queres outra coisa. 
És verdadeiramente brega, deliras com o "Macaco gosta da banana" que te canto para nos rirmos. E como eu adoro ouvir as tuas gargalhadas! 
Continuas igualzinha ao teu Pai, até faz impressão. Diria que és um teste de paternidade ambulante, não há que enganar. A genética fez um trabalho digno de  ditador, não deixando traços meus no teu físico. De personalidade, acredito que serás como eu. És reivindicativa e refilona. Quando estás a "lutar pelos teus direitos", bates com o pé esquerdo. No sofá, no chão ou no que estiver mais "ao pé". Deves ser um pouco insensível à dor (característica herdada da Tribo Dos Meninos Perdidos, apelidando o teu Pai a nossa resistência (insensibilidade?) à dor de estoicismo.).  
És verdadeiramente cuscuvilheira (go figure...). Tens de ver tudo o que se passa à tua volta. Ontem fomos as duas ao supermercado e levei-te no sling. Foi o delírio para ti. E para quem por nós passava e olhava desconfiada também. Que raio de Mãe seria eu que trazia a filha num pano??? Cheguei a pensar que tínhamos sido raptadas por aliens e voltado numa versão Avatar. 
Papa não é contigo. Tanto que desisti de ta dar. Ficavas agoniada e passavas o resto do dia a arrotar (sinistro!). Gostas é de sopa e fruta. E sopa digna de quem vai trabalhar arduamente na lavoura, nada de coisas levezinhas. 
Quando te dou o último biberão do dia, gostas de por a tua mãozinha pequenina e gorducha na minha cara. És um bocadinho a dar ao brutinha, assemelhando-se mais as tuas festinhas a estaladas, mas a intenção está lá.  
Adoras a nossa 'mai velha (a Mofli), mas a tua brusquidão já fez a pobre canina voar uns metros pelo ar. Adoras a Preta, a gata velha muito velha. Adoras animas e espero que assim sejas pela vida fora. Lembra-te : quem não é bom para os animais também não é bom para as pessoas... 
Doce, doce, doce Sexta feira. E por isso, vamos festejar os 4 (a nossa mai' velha também estará presente). Em família, a nossa pequena família. Como deveria ser sempre. 
Doces 7 meses, doce Sexta feira...

29 março 2012

A thing of joy...

...  vestir os camisolões dele e sentir o seu cheirinho
Pequenos grandes prazeres que me fazem muito, mas mesmo muito, ainda mais feliz e o deixam louco porque lhe "roubo" a roupa... 

Dilemas...

 
Dizem que tomo café a mais (como se isso fosse possível, tomar café em demasia...)
Que muita cafeína me vai comer o pouco cérebro que me resta... 
Mas sem café, não há maneira de andar de pé e não adormecer em cada sítio que me sente, com a agravante que se tal ocorrer a probabilidade de um fio de baba me começar a escorrer pelo queixo é elevada, deitando por terra todo uma imagem de Princesa (ahahaha, pois, é porque sim...). 
Se deitar três míseros Ristrettos no leite pela manhãzinha, não contam para a toma diária (de cinco ou mais) cafés.
Certo? 
P.S- E não, não sofro de insónias. Muito pelo contrário... 

28 março 2012

É pá...

... não podia ir dormir sem vir aqui "bater no peito" e dizer que a cidade que me viu nascer e que, assim a vida o permitisse, não trocaria por mais nenhuma ( Chicago seria um caso a ponderar...) é o melhor destino Europeu. 
Se fosse sensível, estaria quasi emocionada. Assim, fico contente pelo reconhecimento da "minha" cidade com o seu perfeito "timbre pardacento"... 
Imagem daqui...

Feeling exquisite?

Nada cura uma mente entorpecida e bloqueada com a porcaria da Tese (sim, ainda não arranjei a frase do abracadabra. Para variar, esta noite devo sonhar com os capítulos que ainda me faltam escrever. Podia era sonhar com a chave do euromilhões) como ir à manicure
E esta ficou um mimo. Verdadeiramente exquisite!!!  
Pelas mãos da Marlene, uma Pretty Exquisite girl. 
A repetir! (e pronto, vou mas é dormir que amanhã a bicha horribilis continua à espera que eu lhe escreva...)

27 março 2012

E depois...#6

... as intenções até são muito boas "ah e tal, vamos escrever que isto hoje vão sair daqui 200 páginas de texto, formatadas e tudo". 
E depois, há a realidade: escreve-se uma (uma senhores, uma mísera folha desde as oito da manhã, uma!!! ) folha e não se consegue escrever mais porque a frase necessária para ligar uma coisa à outra (para não aparecerem temas caídos de pára-quedas) não sai. 
Ou melhor, sai um "é assim-porque-eu-digo-que-é-assim-e-vou-amuar-se-me-dizem-que-não..." Não me parece nada convincente... 
Raios parta a Tese (wth was I thinking??? )Cheira-me que a bela da Dissertação em blábláblá vai ser um parto a fórceps... Me-do! 
Baaaaaaaaahhhh

Breathe...

...  the sun is shining outside ... 

26 março 2012

De Sô Dona Maria Francisca Texuguinha, a brejeira...

Anda uma Mãe a carregar  nove meses a filha no ventre, com esperanças de trazer uma mini Princesa a este mundo de merda, para ao fim de pouco mais de meio ano, descobrir que a filha é brega. O sumo pontífice da brejeirice.  
Ontem eu e meio Portugal, alapei-me no sofá (com um kilo de gomas da hussel depois queixa-te da banha, sim pamonha? ) para ver o Ídolos. 
Atirem-me pedras, mas o que eu gosto mesmo de ver são os cromos. É que preciso muito de me rir que por aqui anda-se mais é com vontade de chorar pior que Maria Madalena.  
Sô Dona Maria Francisca Texuguinha assistiu, do alto da sua cadeira/sofá da papa a esta pérola da TV nacional. E gostou. Que bem, pensam vocês, uma criança tão pequena e já se interessa por música. Mentira. O que ela gostou foi de ouvir Michel Teló (ou lá como se escreve), Toni Carreira e outros que tal. Se alguém cantava "Ai se eu te pego..." era ouvi-la a rir-se como uma perdida e a dar ao pezito. Nada de Alcias Keys, Christinas ou Rui Velosos. Música de baile e pimba é que a catraia gosta.  
Este rocambolesco episódio de ontem vem juntar-se a mais umas quantas observações previamente feitas que atestam que sim, a minha flha é brega: 
- Sô Dona Maria Francisca Texuguinha aprendeu a sugar a sopa da colher. Top. Agora, faz barulhinhos medonhos que tiram todo o apetite a esta Mãe. É o delírio. 
- Desde tenra idade, que a minha rica filha nunca teve problemas em arrotar. Sempre arrotou de forma digna de uma pequena taberneirazinha. Por vezes, quando era mais piquena, assustava-se com o som que o seu pequeno corpo era capaz de produzir. Hoje em dia, após fazer estremecer a casa, sorri abertamente.  
 -Sô Dona Maria Francisca Texuguinha ressona. E não, não está constipada! A piquena ressona mesmo, como gente grande. Devido a isso, a sensibilidade dos intercomunicadores foi reduzida substancialmente... 
- Se há outra coisa que, até aos dias que correm a minha mini brejeira nunca sofreu, foi de "gás preso". Sempre houve muito fogo de artifício naquele berço. Por vezes, chegava-se a engasgar... Que beber leite e não sofrer com os gases presos, é uma arte que exige alguma coordenação... 
Mais uns anos e anda-me pela rua com um palito pendurado nos dentes. Anda uma Mãe a criar uma filha para isto. 
Tal Pai, tal filha... 

25 março 2012

In time..

Vi este filme há umas semanas atrás. Gostei. Muito. Hoje não me sai da cabeça. 
Muitas vezes, demasiadas, sinto que também existe um relógio que corre veloz no nosso pulso.  
O tempo escasseia sempre, em contagem decrescente para Domingo à noite. Uma corrida injusta, desleal, cruel. 
Mas, por vezes, consegue-se "comprar" tempo e fazer com que o relógio fique em suspenso mais uns dias. E que o coração continue a bater mais rápido, com mais ânimo, mais umas horas. 
Um dia, sim um dia, faremos o crime perfeito tal como no filme. Um dia, tomo de assalto o banco do tempo. E então, terei todo o tempo do mundo para sermos nós... 
E que bom, que bom, que hoje ainda não é Domingo à noite... 

23 março 2012

Haja bom humor...

...porque rir também é preciso!!!

De Sô Dona Maria Francisca Texuguinha, a poupadinha...

Dona Maria Francisca Texuguinha é uma criancinha mui precoce (é igualzinha ao Pai mas esperta, esperta, esperta como a Mãe). Atenta ao estado catastrófico e apocalíptico da economia ainda sem sequer ter completado um anito. Ah, orgulho da sua Mãe!!!
Impulsionada e incentivada pela Tia Merkel a apertar o cinto com a ameaça de a crise-vai-te-comer-se-não-fizeres-o-que-eu-mando-e-acabas-igual-a-mim (cruzes credo, vai de Metro bicho)  ou pelas largas horas que passa a ouvir TV Depre (leia-se: canais noticiosos, os favs do Senhor Meu Pai, líder da Tribo) Sô Dona Maria Francisca Texuguinha começou um esquema de poupança. 
Pois que a piquena, a caminho dos sete meses (e olhe lá, quem lhe disse que podia crescer tão rápido???) continua a beber o que as latinhas de leite (conhecido por algumas pessoas como o "leite do Demo", escusando-se esta Realeza a comentários, que fanatismos nem para o futebol) consideram apropriado para criancinhas de 3 meses. E às vezes, nem isso. 
Mas está com umas belas regueifitas nas bochechas e nas pernas (bicho bom da Mãe), tem ar de criança nutrida e mui boas cores. 
É só mui precoce, começa desde cedo a dar mostras de queda para questões económicas., talvez políticas até (me-do). Vou ali telefonar ao Tio Belmiro para lhe falar de tão prodigiosa piquena que esta Mãe pariu. E enquanto isso, babo-me de orgulho e digo para quem quiser ouvir: "É a minha filha, carago...!!!"

Ah, Sexta feira... #7

 
Ontem, Sexta. 
Ou hoje... 
Ou como eu gostaria que fosse sempre. 
Eu, tu... nós. 
Sushi, Esteva, jantar à luz das velas, boa música.
Eu, tu... nós. 
Sempre ...

22 março 2012

Das Músicas que me aquecem o coração XXXVII...

Porque hoje é Sexta feira, mesmo o calendário dizendo que não... 
Porque gosto da música e da letra... 
Porque gosto de ti... 
"(...)  
I've still got your face      
Painted on my heart  
Scrawled upon my soul  
Etched upon my memory baby  
I've got your kiss  
Still burning on my lips  
The touch of your fingertips  
This love so deep inside of me  
(...)"
O filme também não é nada mau...Tem carros, muitos carros. E todos de morrer... 

Dilemas...


Diálogo entre "eu" e qualquer coisa assemelhada a consciência
Escreve a Tese... Tenho sono...  
Escreve a Tese... Tenho sono...  
Escreve a Tese... Tenho sono...   
Escreve a Tese... Tenho sono...    
Escreve a Tese... Tenho sono... 
 Escreve a Tese... Tenho sono...   
Hmmm... What would Pooh do???

21 março 2012

Good night dear, sleep tight...#35

Will you? 
Boa Noite G.

E depois...#5


... há dias em que a única coisa que se pode fazer, é respirar. 
Fundo, profundo, várias vezes. 
Com ou sem vontade... 
"(...) 
Cause you can't jump the track, we're like cars on a cable, 
And life's like an hourglass, glued to the table. 
No one can find the rewind button, boys, 
So cradle your head in your hands, 
And breathe... just breathe, 
Oh breathe, just breathe 
There's a light at each end of this tunnel, 
You shout 'cause you're just as far in as you'll ever be out 
And these mistakes you've made, you'll just make them again
If you'd only try turning around... 
(...)"

Da Tribo dos Meninos Perdidos, designers de material infantil...

Se há coisa em que a Tribo dos Meninos Perdidos se aplica com afinco, é a denegrir ou ridicularizar todos, mas mesmo TOOOOODOS os utensílios da parafernália infantil que se espalham casa fora, em jeitos de praga, populando pelos cantos... 
No matter qual seja a quinquilharia que esteja em uso, a Tribo acha sempre que não dá jeito, que não faz falta, que não é prático... 
Vejamos: 
- o trocador não dá jeito, pra-que-é-que-queres-isso??? É muito mais nice trocar fraldas em cima da cama (ou sofá) e correr o risco de ter de lavar colchas ou esfregar almofadas com baby ID. Já para não falar das costas, feitas num oito, por se estar a fazer vénia a Sô Dona Texuguinha... E no Tempo dos Vickings, não havia trocadores. Nem fraldas. E foram todos muito felizes...
- o parque, onde se tenta habituar a criancinha para que, quando esta começar a gatinhar, não se esconda num armário e se tenha de chamar os SEALS para a encontrar. É uma barbaridade-e-ai-jasus-que-isso-parece-uma-jaula-coitadinha-da-menina. É muito melhor perde-la dentro de casa ou, na fracção de segundo que a Mãe desvie o olhar, se  espete numa esquina ou afins... E no Tempo dos Vickings, não havia parques. Nem fraldas. Nem trocadores. E foram todos muito felizes...
- a mesa acoplada à cadeirinha da papa, é um trambolho-coisa-mais-horrorosa-e-quem-desenhou-isto-não-percebia-nada. Os "idiotas" que ganham a vida a ter ideias para estas coisas, não percebem nada de nada. Tribo knows best. É bem melhor dar a sopa sem a mesa, sujar Sua Alteza Texuguesa até à tibia, o chão, a cadeira, as calças do desgraçado que  foi na ladaínha do isso-não-dá-jeito-nenhum-duh, do que encaixar a mesa na cadeirinha... E no Tempo dos Vickings, não havia cadeirinhas da papa. Nem parques. Nem fraldas. Nem trocadores. E foram todos muito felizes...
- o esterilizador, esse meu amiguinho do coração cutchi cutchi, é outro trambolho-que-tal-um-tacho (adoro a palavra tacho, é uma verdadeira pérola do vocabulário português)-servia-perfeitamente-e-se-não-fossem-todos-de-uma-vez-eram-os-que-coubessem-e-além-disso-tu-confias-mesmo-que-isso-faz-alguma-coisa?... E no Tempo dos Vickings, não havia esterilizadores. Nem cadeirinhas da papa. Nem parques. Nem fraldas. Nem trocadores. E foram todos muito felizes...
Aaaaaai, valei-me...  

São umas...

... sabrinas pequeninas 
às bolinhas brancas 
que eu vi 
no site da Zilian 
lálálá... 

20 março 2012

Good night dear, sleep tight...#34

...não é o mesmo sem ti. 
Mesmo... 
Boa Noite G. 
Imagem retirada daqui... 

E depois...#4

... disfarçado de Terça feira, Domingo à noite chegou. 
Frio, escuro triste. 
E não é por saber que daqui a dois dias (yay) tenho de novo esse sorriso malandro para abraçar que faz diferença. 
Porque sei que não tarda, será, outra vez, Domingo à noite. E eu, nós,  queremos-te, sempre. Não aqui, mas na nossa casa. No nosso pequeno mundo, grandioso como só ele. 
Um dia de cada vez... e cada dia mais perto de não ter de me despedir, uma e outra vez.

Do que dá ler sites de cusquices VII...



Não podiam ter escolhido um nome normal para a criancinha???
Seriously? Seriously? Seriously?
Ah, está bem, faz sentido que não possa ser apenas uma das irmãs com nome estranho, tudo em nome da justiça e igualdade entre irmãos!
"A segunda filha de Luciana Abreu e Yannick Djaló chama-se Lyani Viiktória e nasceu esta madrugada no Hospital dos Lusíadas, em Lisboa, segundo confirmou à CARAS fonte hospitalar."
in Caras online 
Então, muitas felicidades!

19 março 2012

Das séries VI...


Gosto imenso desta série... Venero-a. E ao Joe Mantegna e ao Thomas Gibson também... 
E estão ali a chamar-me para o sofá, os fofos... 
E aquele avião? Top!!! Sai um Gulfstream para a Princesa faxfavore...

Do dia do Pai..

Pai, com P grande. 
O meu Pai.  
O Pai da minha Filha.  
Os dois homens da minha vida.
Hoje, o dia é deles!!! 
Imagens retiradas daqui...

Sorrisos!!!


Se um dia decidirem cobrar imposto sobre sorrisos e risos, será aplicada a Sô Dona Maria Francisca Texuguinha a taxa máxima.  
E como hoje é Dia do Pai, pois então que seja mais um dia feliz, iluminado por este sorriso desdentado, o mai' lindo deste e de todos os Reinos vizinhos existentes na Via Láctea... 
Ah, Texuguinha, orgulho do seu Pai!!!

18 março 2012

É mais ou menos isso...

... mas como a Francisca ainda não se exprime muito bem ao telemóvel, eu amanhã trato disso, ok?
E o dia será todo vosso... 
Ma-ra-vi-lho-so!!!

Azar ao jogo..


Nunca, exceptuando uma vez em que ganhei com ajuda de Senhor SuperMaridão, ganhei um jogo de Monopólio.  
Nunca, never, jamais... Costumo ser a primeira a abrir bancarrota, sugada pelos detentores de todas e mais algumas ruas por onde passo. A tradição mantém-se. Noite boa, caseirinha, com bons amigos e péssimos perdedores. A repetir... 
Consola-me o ditado popular... Azar ao jogo, sorte ao amor... 
E por isso, que hoje não é um Domingo normal, vou voltar para aquele abraço quentinho que me espera... 

16 março 2012

Mais um desafio!!!

Oba oba!!! Mais um desafio, passado pela Sara do vestido mais in. Gosto destas coisas, sim senhora! 
Este é dividido em 3 partes! 

I- 11 factos aleatórios sobre mim
Um- Tenho a pele muito clara e sempre que vou tostar ao sol, mesmo com factor protecção 50, fico toda escaldada. Sou sempre a totó que está debaixo do guarda sol... 
Dois- Tenho as mãos sempre frias. 
Três- Trabalho melhor noite dentro. De manhã, não faço nada que se aproveite. 
Quatro- Sou uma pastelona a comer e  tomar banho. 
Cinco- Tenho lágrima fácil.  
Seis- A minha bebida preferida é Sangria. Tanto faz tinta, branca ou de espumante. Não sou esquisita. 
Sete- Tenho saudades de comer Bagels ao pequeno-almoço.  
Oito- Pareço o Rambo dada a quantidade de cicatrizes que orgulhosamente (not!!!) ostento. Ele é da cesariana, no joelho (três que foi a conta que Deus fez), no pé... Bem, versão feminina do Rambo. 
Nove- Detesto que me tratem pelo meu segundo nome próprio. Acho que o meu Pai não estava no seu perfeito juízo quando me escolheu o nome. 
Dez- Sou o "menú infantil". Peço sempre um Happy Meal no McDonalds. Sempre que vou jantar fora vou ver na carta se há Lasanha ou os típicos pratos das criancinhas. Super Maridão diz que é um desgosto.   
Onze- Gostava de voltar a viver nos Estados Unidos. Mas desta vez, levar a família comigo.   
II- Responder às onze perguntas feitas por quem me passou o desafio. 
Um. A viagem da tua vida. Fazer a Route 66 (ou o que resta dela...)
Dois. Aquele sítio especial onde te sentes plena e tranquila. Na minha chaise longue  
Três. Lápis ou caneta? Caneta. Bic! 

Quatro. “The Walking Dead”, ou “Modern Family”? "Modern Family" 
Cinco. Livro ou revista? Livro 
Seis. Yoga ou Bungee Jumping? Nenhum dos dois. Falta-me paciência e espírito de aventura para estes dois.  
Sete. Apple ou PC? Apple, sempre! 
Oito. Se fosses um par de sapatos, como serias? Uns Louboutin pretos, sky high! 
Nove. Passeio em Nova Iorque ou praia nas Maldivas? Nova Iorque. 
Dez. Hi5 ou Facebook? Facebook. Nunca tive Hi5 
Onze. O que queres ser quando fores grande? Alguém exemplar.  

III- Fazer onze perguntas às pessoas a quem vou passar isto! 
1- Se fosse um animal seria...? 
2- Pão ou Croissant? 
3- Tenho um blog porque... 
4- A coisa que mais me irrita nas pessoas é... 
5- Praia ou Campo? 
6- Maior medo? 
7- Filme favorito?  
8- Cinema ou teatro? 
9- Café ou leite? 
10- Ser feliz é... 
11- Citação/frase favorita... 

E é isto... Passo este desafio a :   
Duchess, 4D ;  
Raquel, Tretas minhas ;   
MP, Bolacha da Maria;   
Sara,  Cioccolato;   
Muxy-muxy Paracuca

Leap of faith...

... 'cause I got to have faith ... 
Imagem retirada daqui...

Encosta a tua cabecinha...

Maria Francisca Texuguinha, riqueza da sua Mãe, meu bicho bom: 
"Encosta a tua cabecinha no meu ombro e chora, e conta as tuas mágoas todas para mim..." 
Menos às quatro da manhã, sim querida? 
É que, benza-te o Senhor, sempre dormiste tão bem, tão tranquila, tão serena, que agora decidires que vais contar ao mundo as tuas mágoas durante a noite, não combina. Podes carpi-las de manhã, à tarde, em horário de expediente. Mas de noite, dorme-se. Não se faz audições para papéis de Maria Madalena histérica. 
Arruma lá a tua agenda, está bem? 
Agradecida!
A tua Mamã, com tanto sono que nem vê focado a um palmo do nariz... 
Imagem retirada daqui...

Ah, Sexta feira... #6

É sempre a mesma coisa. Sem-pre. 
Sempre a mesma insatisfação. Sempre o mesmo desagrado. 
Sempre a mesma rigidez, perfecionismo extremado. Juíza cega de mim própria...
Nunca nada é bom o suficiente aos olhos da que é Ré e Juíza, simultâneamente. 
O cabelo não está bem, a cara não está bem, o corpo nunca estará bem. 
A roupa não assenta como queria, os sapatos rasos ao chão não têm o esplendor que se desejaria.  
A atitude não está correcta, as palavras não saem na hora certa. Nunca se agarra a deixa, vamos indo e vamos vendo... Portuguesa de gema. 
Horas insatisfeitas na procura de uma perfeição etérea, vedada aos mortais, mas que não deixa de ser desejada na febre de quem quer mais, sempre mais. Talvez seja o querer mais, sempre mais, que vai deixando sempre menos um pouco de tudo...
É sempre a mesma coisa. Sem-pre. 
E como sempre, hoje é sexta feira. 
E ainda bem que sexta feira é sempre a mesma coisa.  Sempre... 
Imagem retirada daqui...

Das surpresas...

Quando quinta à noite madrugada passa a ser sexta feira ao fim do dia, wishes do come true...
Coração cheio e sorriso no rosto, hoje não há pesadelo que me pegue. Porque ao meu lado tenho o meu cavaleiro andante... 
E hoje,  good night dear sleep tight, é dito bem baixinho, junto ao teu ouvido... 
Imagem retirada daqui...

15 março 2012

The pink elephant in the room...

... não vai embora. 
Senta-se do outro lado da mesa esboçando sorrisos trocistas. 
Passa-me rasteiras de cada vez que me levanto. Acabo estatelada no chão. Uma e outra vez. E mais outra. 
Invade-me o sono com pesadelos dignos de escrita por Mr. King...   
But...  I'm still here... 

14 março 2012

Good night dear, sleep tight...#33

... make a wish... 
"And me, I still believe in paradise... "
Boa Noite G. 
Imagem retirada daqui...

Do que dá ler sites de cusquices VI...

Credit: FREDERIC J. BROWN/AFP/Getty Images
New Mommy!!! Charlize Theron adopts a baby boy... 
É bonito, sim senhor ...  

Sometimes...

... it's like I'm invisible ... 

De Trás-os-Montes...


... directamente para as minhas ancas: económicos ou o prazer do pecado da gula... 
Só hoje já foram quatro.. Shame on me... 
Imagem retirada daqui...

Dez coisas que marcaram 2011...

Este desafio foi-me lançado pela Saradeste vestido absolutamente delicioso... Consiste em dizer as dez coisas que marcaram 2011. Foi um ano com imensas coisas novas e marcantes, torna-se difícil escolher só dez, mas aqui vai:  
- SuperMaridão ter tido um acidente de carro relativamente grave e ter saído ileso, sem uma única nódoa negra e claro, sem magoar terceiros; 
- Descobrir que estava grávida no dia seguinte ao dito acidente e a primeira coisa que ouvi foi um " Ai tão giro, tem acento no a e tudo" após vermos o resultado do teste a quatro olhos; 
- A primeira vez que vi o coração da piquena piscar, com 6 semanas de gravidez, após uma ida às urgências por causa de dores de barriga fortes. Não me vou esquecer do "isto tem óptimo aspecto" dito pelo médico com um sorriso de orelha a orelha. Nem tão pouco me vou esquecer da sensação de alivio por estar tudo bem, como devia de estar e não serem gémeos ; 
- A primeira vez que senti um toc toc vindo de dentro, após uma viagem Campónia-Cidade extenuante. 
- "Descobrir" que o Homem com quem escolhi passar o resto da minha vida é ainda mais maravilhoso do que o que eu pensava. Que é um Pai extremoso a todos os níveis e não poderia pedir mais. Que me "aturou" nas largas semanas que passei na cama antes de Sô Dona Francisca nascer, com dores, chata, rabugenta, de mau humor e que mesmo assim soube sempre devolver-me o sorriso e a gargalhada. Que no pós parto e no que ele trouxe foi o meu melhor amigo, confidente, companheiro... 
- O choro da Francisca quando nasceu e a primeira vez que vi aquela carinha, tão pequenina, tão admirada, ao colo de SuperMaridão...
- A expressão dos meus Pais quando souberam que iam ser Avós e quando conheceram a neta. Priceless! 
- Descobrir que nem sempre os Amigos que tomavámos por certos são merecedores desse título. É nas alturas menos boas que (in)felizmente se ganha discernimento para distinguir o trigo do joio. 
- Lidar com a Depressão pós-parto e com o desaire no assunto amamentação, mas isso ainda é um pouco o meu Pink Elephant in the room,  
- O tempo que pude passar em família enquanto estava de licença de Maternidade. Sem distâncias, sem saudades. Tempo sem Domingos castradores de felicidade porque "a vida é mesmo assim e exige sacríficos"...
Passando o desafio a estes magníficos blogs:  
Duchess, 4D ; 
Raquel, Tretas minhas ; 
Sara,  Cioccolato  
Vânia, Bebé a bordo  

Coisas de Março...

... o cheiro que emana do canteiro das frésias...

13 março 2012

Good night dear, sleep tight...#32

... como gostaria que fosse aqui, ao meu lado. 
Mas não é. 
Ainda... 
Boa Noite G. 
Imagem retirada daqui...

De Sô Dona Maria Francisca Texuguinha, a saudável...

Pois que após dois meses de sopa e fruta, a papa entrou no cardápio de Sô Dona Maria Francisca Texuguinha. Para ser servida ao lanche a sua Alteza... 
Achava eu, toininha as always, que como a papa é mais doce e todas as criancinhas pelo menos que eu conheça adoram  a papa, lambem queixos e rapam pratos com esse manjar, a piquena também iria entrar na sugar rush infantil... 
Já vamos na quarta papa diferente e nem por isso a criancinha parece demonstrar algum interesse pela coisa... Mas a Pediatra também disse para dar se eu quisesse, que não valia a pena insistir muito com a coisa... Defende que a papa não traz nada de novo a nível nutricional, que é farinha de engorda. Mas assim, com que desculpa vou comprar Cerelac para eu comer??? 
A sopa, essa argamassa de legumes e carne, é sempre siga! A papa??? Não...  
Sô Dona Maria Francisca Texuguinha é uma criancinha assim a dar ao saudável... Mais saudável que a Mãe que vos escreve após encher o bandulho com uma sande maravilhosa da Subway, essa base da minha alimentação em Terras do Tio Sam... 
Imagem retirada da Internet