14 setembro 2011

Dos "drunfes"... - Adenda

Já aqui dissertei sobre as maravilhas farmacêuticas que me assistem... 
Só há um pequeno problema associado (não há bela sem senão, não é?)... Uma das bombas maravilhosas que me ajuda a não ganir pelos cantos dá-me uma moca desgraçada... 
Ao jantar, lá tomo a dita cuja... Depois do biberon das onze da noite e enquanto adormeço a Francisca, adormeço eu também... Até aqui nada de extraordinário... 
A meio da noite quem prepara a papinha da piquena é o meu Marido (obrigada Querido!). É claro que acabo sempre por acordar com o choro, mas fico como que... num estado de transe. Sento-me na cama, digo meia dúzia de alarvidades enquanto o meu Marido se debate com uma Francisca esbracejante como se estivesse a morrer de fome (já lhe chamamos a "estou-cheia-de-fome-mas-só-vou-beber-40mL"... É óbvio que é uma luta para que ela beba o resto, mas a coisa vai indo) e me manda para a cama, que ele trata de tudo... E eu completamente noutra, deito-me e continuo a dizer umas barbaridades... 
Até que o meu Marido me acorda feliz da vida e mostra-me o biberon... 
-Não chega, tem de beber mais...
-O quê?
-Tem de beber mais para crescer, não chega!
-Tu estás bem?
-Quê?
-Olha lá para o biberon!!!
-Ah?
-Não estás a ver?
-Ahhhhhhhhh (ar de alucinada) 5 min depois consigo perceber que a Francisca tinha, depois de muita luta, bebido o biberon TODO! 
Pérolas às 4h30 da manhã não nos faltam... 

1 comentário:

guilherme alexandre disse...

Tu: Mas eu tenho de lhe dar colo e passeá-la.. Com a escova..
Eu: Dorme..
LOLOL