22 outubro 2015

E agora, os dramas quotidianos.

Aviso à Navegação: 
As Mães fófinhas não dizem estas coisas. Nem sei se o pensam mas se o fazem, disfarçam muito bem. Como estou excluída dessa classe , aqui vai disto: 
A minha Filha está chata como o raio que a parta. Assim, sem espinhas.  Chata, chata, chaaaaataaaaa. Tem dias em que, sei lá só  me apetece assim, atirá-la pela janela, está a ver Ambrósio? E depois, hm, sei lá, dizer-lhe para voltar quando tiver 25 anos. Ou mais.
É capaz de levar um dia inteiro nisto, se for preciso :*
Mánhe, Mánhe brinca comigo às Princesas. (só se eu puder ser a Bela Adormecida, eu ronco; tu brincas)Não, Mánhe, tens de dançar e pular e fazer penteados de Princesa (yeaaaahhhh, right, not gonna happen); 
Mánhe, Mánhe, Mánhe! (diz). Hmmm, queria dizer-te uma coisa.... (sim?).... Sabes.... (não, conta lá)... Hmmmm.... (sim, Francisca?)... Hmmm, oh olha já me esqueci (sus-pi-ro.);
Máaaaaanhe, anda cá ao meu quarto, se fáxfabore! Olha Mánhe pintei o chão para ficar colorido, estava tãaaaaaao sem cor (eu mereço, dizei-me, eu mereço?); 
Máaaanhe, oooh Máaaaanhe, olha Mánhe, não estou bonita, com os 367 ganchos que pus no cabelo? (e que tu, Mánhe, vais ter de tirar e eu vou uivar como se o mundo fosse acabar, já viste a tua sorte, hein?); 
Mánhe, Mánhe, Mánhe, Máaaa-nhêeeee, canta as músicas do Frózênén, a da "ÁniElsa" quando eram bebés ("vem fazer bonecos de neeeeeve, há um que é só teeeeeu ".... tenho de pedir desculpa aos vizinhos, coitados). Mais Mánhe!!! (já chega, Francisca, a Mãe não quer cantar mais) Óh Mánhe, agora aquela de quando eles abrem as portas, Mánhe (não quero cantar mais!) Mas tens de cantar!!!!! (or else???);
Mánhe, mas eu não quero sopa! (e eu com isso. deixa cá apontar na lista das coisas que em que quero lá saber se queres ou não... ah, a democracia parental!); 
Mánhe, estou exáaaausta (WTF??) e por isso não posso arrumar os brinquedos (deve ser, deve);
Máaaanhe, posso comer na sala a ver os desanimados? (não) Mas eu quero (N-ão). Oh váaaaaa láaaaa. (não) E se for assim só um bocadinho (não). E assim, um bocadinho mais pequenino (também não). É rápido Mánhe, um minutinho só, não demora nada (.... não). Vá lá Mánheeee (nop). Óh Mánheeee... (não, já disse, fim de conversa.);
Mánhe, não quero. (o quê') Não quero (mas o quê?) Não sei, não quero!(ah, estou a ver). Não quero. (e eu com isso);
Mánhe, Mánhe, Mánhe olha Mánheeeeeee e se eu comer só assim? E assim? E só isto? (segurem-me, p'lo amor da Santa); 
Mánhe, Mánhe, óooooohhhhh Máaaaaaanheeeeeeeee.  
Mánhe, Mánhe.Mánhe, Mánhe, Mánhe, Mánhe, Mánhe, Mánhe, Mánhe, Mánhe. 
Dass. 
* exemplificação muitíssimo resumida dos eventos que, usualmente, ocorrem entre as 19h e as 21h.  

4 comentários:

raquel disse...

O António é a versão masculina da MF!!!!
#deusmelivre
3deusmedêpaciênciaporquesemedáforça

raquel disse...

Tinha tantas saudades de te ler!

Magda E. disse...

Parece que estava a ouvir a minha assim versão mais algarvia... LOL

Pitú disse...

Lololo e lololollolo