01 dezembro 2014

#1 das 31 coisas que 2014 me ensinou.

A admitir que não sou a super-mulher. Que tenho fragilidades, minhas, muitas. Que não posso querer ser a super mulher. Que, simplesmente, não sou capaz de o ser. 

2 comentários:

S. disse...

Podes ensinar-me? É que por muito que eu pense e escreva sobre isso, parece que não consigo meter isso na cabeça.

Ana Maldivas disse...

Makes two fo us