01 janeiro 2013

Constatações do primeiro dia do ano de dois mil e treze...

No último dia do ano de 2012 (re)descobri que das coisas que mais me dá prazer enquanto Mãe é dar banho à Francisca. O ser um momento só meu e dela e de birras e risos e palhaçada e dedinhos digui-digui, é coisa para me preencher a alma. No último dia do ano de 2012 apercebi-me que estou a caminhar para caseirinha (e velha), quando a perspectiva de sair de casa e levar com frio e chuva na tromba, me fez ficar em casa com as minhas calças de ganga remelosas, o meu cabelo apanhado num puxo (quais coques, quais quê, puxo remeloso masé) e as minhas pantufas quentinhas e fofinhas, com a minha pele imaculada de pinturas, adornos e que mais e nem cuecas azul cueca, ou azul turquesa ou azul abaixo do Douro me preocupei em envergar. Tempos houve em que a coisa metia vestidos a arrastar, entradas em sítios xpto caríssimas (que estupidez, dios!) e noites fora de casa , longe dos meus, nem que o pé batesse uma e outra vez e rebola e implora e implora mais um pouco, até acabar a passar o ano num antro qualquer, rodeada de gente que nada me dizia. Hoje, valorizo cada vez mais o estar com eles, sobretudo com os meus Pais  (e até, pasmem-se, com a Lalaland), porque poder entrar num Ano Novo e viver um Novo Ano ao lado deles é um luxo do qual gosto e quero usufruir enquanto a Vida assim mo permitir (muitos anos e mais alguns). 2013 começou em minha (nossa) casa, no acolhedor que estas 4 paredes por nós reinventadas conseguem trazer a este coração de sangue quente, conseguindo ser um Lar longe de Casa. 2013 começou em Família, a jóia mais preciosa que possuo. Com a Tribo. Com a Lalaland. Com a Francisca a ressonar pacificamente no seu quarto de blue skies e nuvens brancas e fofas e sonhos pintados só para ela com a tinta que apenas os Pais conhecem. Com ele perto de mim e com um olhar que tudo diz neste silêncio muito nosso. 
(Apercebo-me cada vez mais das nuances que o tempo me ensina a ver e a apreciar. Sinais dos tempos? Talvez... Sinais meus, pelo menos.)
E afinal de contas, perdi-me na minha cabeça... porque o que eu queria mesmo era desejar a quem por aqui passar este ano, um excelente 2013. Let's do it!?!?! 

4 comentários:

Jardim de Algodão Doce disse...

Ainda ontem falava com o meu marido em que ele me contou que muitos dos colegas estavam em pulgas por deixar os miúdos com os avós e ir para a night. Pois é, eu também devo estar a ficar velha porque desde que fui mãe que adoro passar as passagens de a o em casa. Normalmente tenho cáos meus amigos de sempre com os filhotes e é giro porque ao longo de 20 anos já começamos a ser muitos....adoro passar estar noite em casa junto dos meus, porque realmente durante o ano são eles que estão cá para mim, que me aturam. :) não faz sentido passar com pessoas que nunca vi na vida a dançar a noite toda...Feliz 2013!

Melissa Cabrini disse...

Happy New Year!
www.theprincessgown.com

MissLilly disse...

Parece um excelente plano mesmo!!! Nos ultimos anos tb me tenho tornado bem mais caseirinha, e guess what? tem sido as melhores passagens de ano :)
Votos de um excelente 2013

Magui disse...

Há que já ter ido para não lamentarmos não ir, há que já ter dado valor a quem não importa nada para querermos estar coladinho aos nossos... Também estou assim, e cada vez mais!