16 novembro 2011

Dos filmes da minha vida III...

Este é o filme da minha vida. Não um dos, mas O filme da minha vida. O meu favorito, my one and only. Vi-o pela primeira vez com dez anos. E desde aí, já o vi de novo tantas e tantas vezes, que quase sei as falas de cor. E a música, como eu adoro aquela música...
Hoje, se tivesse tempo suficiente (não tenho, Mommy duties will be required shortly e depois preciso dormir para aguentar o stress que me espera amanhã), revia-o de novo. Há qualquer coisa nele que me prende, que me encanta verdadeiramente. Acho que se vivesse num País de língua inglesa, a minha filha se chamaria Scarlett. Não é uma heroína convencional, boazinha, santinha, lamechas ou cheia de moralismosmas é uma lutadora. E, para mim, lutar, conseguir seguir em frente e adaptar-se ao que a vida nos atira para o prato, é algo que aprecio incondicionalmente.
Este filme faz-me sempre (re)lembrar que, mesmo no nevoeiro mais denso das incertezas que por vezes me atormentam (como o dia de amanhã),  "After all, tomorrow is another day..."

" Frankly, my dear, I don't give a damn." 

" As God is my witness, as God is my witness they're not going to lick me. I'm going to live through this and when it's all over, I'll never be hungry again. No, nor any of my folk. If I have to lie, steal, cheat or kill. As God is my witness, I'll never be hungry again."

" Tara! Home. I'll go home. And I'll think of some way to get him back. After all... tomorrow is another day."

(1939)

1 comentário:

guilherme alexandre disse...

Scarlett: "Sir, you are no gentleman."
Rhett: "And you, Miss, are no lady."

**