05 setembro 2011

Dos primeiros dias...

Relembro o dia do teu nascimento com um carinho indiscritível Maria Francisca Texuguinha... 
Desde que chegamos ao bloco e começaram a fazer recortes na barrigona da Mamã, demoraram 10 minutos a trazer-te a este mundo (segundo o teu Papá, um mundo louco onde há "papa-reformas" tunning...).  
Quando ouvi o teu choro, algo cá dentro se expandiu para se encher de amor, carinho, ternura, devoção... Nunca esquecerei quando te trouxeram à minha beira e te vi pela primeira vez...Essa imagem ficará para sempre gravada na minha mente... O único comentário que consegui fazer foi "Ela é tão pequenina!!!"... Depois o Papá (que esteve sempre ao lado da Mamã) levou-te para te vestir e para a pediatra te examinar, para longe de mim pela primeira vez em tantos meses... E eu fiquei ali, a ser mimada e acarinhada por uma equipa 5 estrelas... Até que a Mamã começou a entrar em nóia porque nunca mais te traziam. Pediu a uma enfermeira muito amorosa se podia ir ver se estava tudo bem com a minha enfezadinha... Quando voltou disse para não me preocupar, que era o teu Papá que te estava a vestir e que por isso estava a demorar...(o Papá é um mega Papá, não é filha?). Achei que o terminar a cesariana estava a demorar eternidades...mas quando pude ver o relógio e disseram que podia ir para a tua beira, reparei que foram apenas 50 minutos :)  
Não posso aqui fazer um relato trágico do que é um Parto por cesariana. Já sabia que teria de ser assim devido à pubalgia que me atirou para a cama desde as 30 semanas de gravidez. Nunca me fez confusão nenhuma ter de ser ou não cesariana, nunca tive grandes opiniões em relação ao tipo de parto que queria. Na minha cabeça, sempre pensei que seria o que tivesse de ser, mesmo antes de ter ficado entrevadinha. Nos dias seguintes não tive grandes dores. O cateter da epidural ficou colocado até ao dia seguinte por onde injectavam uns drunfes que me ajudaram a não ter dores. Levantar da cama pela primeira vez custou um bocadinho, mas nada que me apetecesse rebolar ou queixar de dores. Devagar devagarinho arrastava-me pelo quarto para cuidar da minha pequenina com a ajuda do Papá (ficou seeempre comnosco, mega Papá!!!). Ao fim do segundo dia descobri que me dói mais a pubalgia que a cicatriz da cesariana. 
Para mim, foi uma grande decepção perceber que não fiquei recauchutada instantaneamente...continuo com imensas dificuldades em mover-me, mas terei em breve tratamento adequado. 
Quanto à maminha, para já não quero falar disso. Apenas posso dizer que não correu bem... Acabou com idas às urgências a meio da noite e decisões difíceis que tiveram de ser tomadas... Mas isso fica para outro dia...hoje não! 
Quero também partilhar que fomos muito muito muito bem tratadas por toda a equipa de Obstetricia do Hospital da Cuf Porto. Recordo a nossa estadia no "hotel" com o maior carinho e ternura. Toda a equipa de enfermagem foi um doce e incanssáveis com a Francisca, comigo e com a maminha. Sempre prontas a ajudar, a acarinhar e aconselhar... O médico que me assistiu durante a gravidez e no parto é um doce. Por isso, só posso dizer que a minha experiência de parto foi fantástica!  
Não sei se há alguma futura Mamã a ler este blogue...se houver e estiver aterrorizada com a ideia de cesariana...não esteja! Não é como a Mãe natureza manda...mas nem sempre as coisas são como é suposto, não é? E para isso há a medicina e a ciência para ajudar!
A minha filhota linda está aqui a dormir ao meu lado, com o ar mais sereno do mundo... e agradeço a Deus a dádiva da vida que me deu para cuidar. Agradeço o meu Marido incansável que tanto me apoia  e Pai extremoso. Agradeço o carinho e paciência da minha querida Mamã, de quem tanto tanto gosto, mas que não lhe digo tantas vezes quanto gostaria e ela merece. Agradeço o meu Pai e Avô babado para a neta que tanto mima... Tudo o resto não importa agora... 
E a cada dia que passa, estou mais apaixonada por ti, Francisquinha... 

5 comentários:

guilherme alexandre disse...

Nenhuma desta magia que descreves acima teria sido possível sem o teu empenhamento, sacrifício e perseverança! És e serás uma Kick-Ass Mummy! Estás de Parabéns!

Su disse...

É maravilhosa a tua menina... parece um anjinho a dormir. Está feliz, com toda a certeza, com os pais que tem :)

Fava Azul disse...

Parabéns minha querida!!!
Que bom que a Francisca chegou bem....
Desculpa a demora na felicitação.... não tenho conseguido manter-me actualizada....
Rápida recuperação.......

Beijinhos muito, muito grandes e parabéns tambem ao papá que se tem portado lindamente!!!

kitty♡ disse...

parabens...td de bom!..

raquel disse...

Oh minha querida, até me emocionei com o teu relato.
Eu também tive que fazer cesariana (sem contar e depois de estar em trabalho de parto durante umas horas), e ando a recuperar devagarinho.
Beijinhos enormes, do tamanho do Mundo, para ti e para a Francisca (que é linda!!!)*
rar