13 agosto 2015

...

A minha Avó morreu ontem. A minha Avó morreu-me ontem, levada pelo cancro. Pedia, por entre as dores e na agonia da última semana, que a ajudassem a viver. Nem no sofrimento desistiu de viver, nem no sofrimento a sua fé foi mais fraca. A minha querida Avó morreu-me ontem. Queria que a ajudassem a viver. Eu queria ter tido mais tempo, queria ter-lhe afagado mais vezes os cabelos brancos e a cara enrugada, queria ter visto mais o seu sorriso e os olhos claro, quase cinza, de menina. A minha Avó morreu-me ontem. E a criança que eu fui morreu, definitivamente, com ela. 

Tenho saudades tuas, Avó. Da tua alegria e de falar dos jogos do Porto contigo. De te dar caixas de gomas e chocolates, que tanto gostavas. Do teu "ai minha Filha", como começavas muitas das tuas frases. Do teu "obrigadissima". Do teu "em todas as condições". Do "cibo de caldo ou cibo de pão". Tenho saudades tuas. E uma tristeza enorme de perda. 

6 comentários:

Modern Ana disse...

Oooooh que triste, triste notícia! Que bocadinho de nós que vai sempre com eles... Um beijinho enorme e muita força nestes momentos tristes.

Modern Ana disse...

Oooooh que triste, triste notícia! Que bocadinho de nós que vai sempre com eles... Um beijinho enorme e muita força nestes momentos tristes.

S. disse...

Sinto muito. Um beijinho grande

li@ disse...

beijo enorme, minha querida

Daniela da Costa Silva disse...

Espero que fiques bem. Vai ser difícil e vai custar terrores no início, principalmente pela causa que foi, mas acredita que a tua avó vai olhar por ti!
Muita força!

Bi disse...

:'(