03 dezembro 2014

A dita Estrela.

A Estrela, à beira de outras obras que por lá vi, é um cão. Foi o que se arranjou.  

[Mas Francisca estava orgulhosa da sua estrela, segurando-a e dizendo que "a Mánhe pôs cola e eu soprei brilhantes". E eu, no meu íntimo, fiquei feliz por a ver tão orgulhosa.]

2 comentários:

Magui disse...

Tá muito gira... Aposto que para o ano fazes uma árvore de natal inteirinha :D!

Magda E. disse...

Por cá tivemos que fazer um coração no dia do pijama... não sei quem estava mais entusiasmada, ela ou eu...lol