04 março 2014

Dramas capilares.

Cortei o cabelo há uma semana. Vá, estou a exagerar, cortei as pontinhas do cabelo. Traumatizei com cortes, pela primeira vez, quando tinha uns 16 ou 17 anos, cabelo pelo fundo das costas, parou-se-me o cérebro e não estive com meias medidas: cortei o cabelo à rapaz. Não tendo aprendido a lição, anos depois, cabelo compridíssimo, vá de achar que era "feshione" o corte da moda, o bob... lá feshione até que podia ser, mas nos outros, que em mim era o pa-vor. Desde aí, vou cortando as pontas das melenas, porque não suporto cabelos estragados. Mas estava eu a contar que cortei as guedelhas (as pontas) há coisa de uma semana. Ora, a água do Burgo, além de me comer a pele com o calcário, desgraça-me o cabelo. Envolvida neste verdadeiro drama de cabelo e escova e ai o cabelo que se m'espiga passado uma semana, decidi experimentar um daqueles óleos novos da L'Oréal. Estava indecisa entre o Mythic Oil ou a versão carteira friendly da mesma marca, o Elvive Óleo Extraordinário. Fui-me ao segundo, dado que não me pareceu muito diferente do primeiro em termos de composição, à excepção do preço. Além disso, o Elvive estava mesmo à mão de semear, por assim dizer, no supermercado. Até ver, gosto da coisa. Tem um cheirinho agradável e não me deixa o cabelo com aquele aspecto horroroso de lambido. E pronto, tal como no slogan da marca, é porque eu mereço

2 comentários:

Fashionista disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Bi disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.