10 fevereiro 2014

Serão as bichas os novos dentes?

Francisca queixa-se que lhe dói a barriga. Há dias que ouvia a ladaínha do "Mánhe, dói a barriga". Volta e meia, comida fora. Febre intermitente. Eu não percebo nada de maleitas infantis. Tempos houve em que quando não sabia o que era, apostava na máxima "são dentes, senhor". A única coisa que me ocorre agora é que são bichas. Bichas, sim. Sei lá, as crianças têm bichas, não? Insiste que lhe dói a barriga. E volta e meia, comida semi-digerida para a roupa e o mais que estiver no caminho de sucos gástricos. A-do-ro. De-li-ro. Pronto, estamos em casa. Francisca agarrada à barriga, amarela, olheirenta e encolhida a ver os "desanimados". Desanimada estou eu, pá. Eu sei que as crianças ficam doentes. Faz parte, têm de construir o sistema imunitário e eu secretamente desejo que o dela sejam bem melhor que o meu, que é uma nódoa de resistências. Talvez sejam bichas, sei lá eu. Também não vou em pressas para a urgência infantil porque honestamente a coisa (ainda) não se justifica a uma nova incursão no mundo maravilhoso das urgências pediátricas. Mas caramba, podia construir o sistema imunitário de sexta a domingo. Vai na volta e o sistema imunitário in construction dela tem um sentido de humor retorcido e acha que é giro ficar choné aos domingos e capotar a semana toda da Mánhe. Bem, vai na volta e agora em vez de dizer "sei lá o que é, são dentes" passo a dizer "não faço ideia do que seja, devem ser bichas". A coisa sobe de glamour com a idade, querem ver? 

4 comentários:

Magui disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Bi disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Fashionista disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
raquel disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.