08 janeiro 2014

Cenas de mudar de casa #10

Morar num rés-do-chão tem as suas vantagens. Uma delas, é que me permite sacudir a toalha da mesa na varanda na boa, sem sentimentos de espero-que-ninguém-repare-mas-olhe-deixe-lá-que-os-passarinhos-comem-as-migalhas. Permite-me também pensar que agora, muito provavelmente, serei eu o objecto das migalhinhas-deixe-lá-que-os-passarinhos-comem, assunto sobre o qual me dedicarei a reflectir profundamente quando não tiver nada de interessante para fazer. Melhor que sacudir toalhas, só mesmo poder soltar vários palavrões de madrugada, insultos variados e ameaças sem nexo. Tudo porque o meu vizinho de cima, homem madrugador ao qual nunca vi o focinho, sai da cama cheio de energia e em vez de calçar uns chinelos de pelo fófinho ou uns meiotes, calça uns grandes botaifos, que fazem o tecto estremecer. E eu não sou uma pessoa boa quando acordada por botas em cima da cachola. Besta. 

1 comentário:

OutraMaria disse...

deixa um recado escrito... bem que merece essa besta... eu tenho um no quarto andar que quando apanha a moca poe-se a bater de martelo no chao e acorda toda a gente... o mal de viver por baixo. Haja saude.