16 outubro 2013

Se eu podia ser menos pindérica?


(do covil do costume, à distancia de um click e uns dias de espera: Zara) 
Podia. Mas não me apetece. Nem é porque não era a mesma coisa, é mesmo porque não me apetece ser menos pindérica. Maneiras que dois pares de sapatos e ah e tal e um para cada nome próprio não vendeu, que quando me ameaçam de me passarem a chamar pelo meu segundo nome próprio toda eu me estremeço e benzo. É tipo cruz para o Demo. Não gosto particularmente do primeiro mas o segundo, djasus! BenzáDeus meu rico Paizinho que mos escolheu, mas não foi, de todo, um dos seus momentos mais brilhantes. No entanto, porque não gosto cá da coisa que me dar por vencida,  encomendei na mesma um dos pares de sapatos. E um vestidinho pelo meio. Que não sei como foi parar ao carrinho (virtual) de compras, nem dei fé quando carreguei em "ok", coisa estranha, não acham? Vá-se lá perceber. Estão ambos aqui sentadinhos ao meu lado, numa caixinha janota. Os outros sapatos? Lá iremos, num futuro próximo, se ainda me andarem a ruminar na cabeça. Acontece-me frequentemente ficar com os olhos numa coisa, por norma sapatos e ruminar, ruminar, ruminar. Se rumino continuamente, então é porque têm de vir parar ao meu armário. Gosto tanto de sapatos. E de vestidos. Gosto de vestidos no Inverno. De Verão gosto de calças e de Inverno de vestidos. Faz todo o sentido. Se eu podia ser menos pindérica? Podia. Mas não me apetece. Nem pouco mais ou menos. 

4 comentários:

Magui disse...

E que giro que é o vestido! Também adoro vestidos no inverno (e gosto de usar os mesmos do verão)...

M.P. disse...

Adooooooooroooooooo o vestido!!!!!!!!

Magda E. disse...

Adorei tudo... o vestido, os sapatos, e o post. Eu tb não gosto do meu 2º nome...

raquel disse...

Adoro!!