05 abril 2013

Aí que lorpa sou, senhores...

Eu já devia estar careca de saber que silêncio ou equals que Piquena dorme ou equals asneira. Fui tirar um café e por milagre não tinha duas pequenas mãos penduradas nas calças. "Ena, deve estar entretida a brincar com a idiota da Fanny". Ena, digo eu agora, ena és tão lorpa!!!  Nem me dei ao trabalho de olhar para trás a confirmar se estava, de facto, a abanar a boneca que me irrita ( se me irrita...) pelas pernas tal a alegria de não ter uns kg extra para arrastar atrás. Tirei o café e que me deu para as arrumações sopeiras no pós coisa e fui-me à cozinha. Ah, benza-me dios que sou tão lorpa, digo agora. Deparo-me com Piquena criatura sentada no chão da cozinha. Com um comedouro verde na mão. Com os cantos da boca sujos. E com a mão cheia de secos da Mofli. Claro que devia ter saído um " NÃO, Maria Francisca!!!!". Mas ai que lorpa sou, perdoem-me almas sensíveis, que o que me saiu foi um " Então Francisca, ficaste com fome depois do jantar? Podias ter dito, não precisas de roubar ração". Perdoem-me senhores, que lorpa sou! 

6 comentários:

S. disse...

A Bárbara também gosta de ração... Sempre que pode, na casa da minha mãe, atira-se à comida dos gatos, e em casa de uma amiga minha, à comida da cadela. E sei de outra miúda que também faz o mesmo. Vá-se lá perceber esse canto por ração animal. :)

Magda E. disse...

lol.. a minha prefere de gato!

Anónimo disse...

bendita Piquena! o jantar deve ter sido peixe... não puxa carroça...

Ana Maldivas disse...

looool. E uma pic. para captar o momento, hmmm?

Magui disse...

Por cá não há ração para roubar, mas confesso que depois de 1000 NÃO's e quando a asneira é desse tipo também desisto e rio-me... Fazer o quê!

raquel disse...

looool!
demais!
O meu é mais estar a despejar um frasco de Persil líquido por cima dele e no chão...