31 janeiro 2013

Não morro da doença...

Estou constipada, engripada, janada, o que quiserem, há dias. Dias demais, para o meu gosto. A minha colega de gabinete, mulher prestável e com compaixão de mim e dos meus pacotes de lenços, oferece-me um rebuçado caseiro que consta como excelente para estas maleitas. Eu aceito, gulosa, que o que é doce nunca amargou. Meto-o na boca. Fico com os olhos em lágrimas. Os rebuçados são de gengibre!!!  Diz ela que expande as vias respiratórias. Eu digo que estou aqui para morrer e que expandia era o meu vernáculo se pudesse... 

3 comentários:

Magui disse...

Olha pode ser que cure mesmo, se bem que fiquei aqui com pena de ti!

Sara disse...

OMG, que agreste! As melhoras :)

raquel disse...

:-) as melhoras!
Um beijo grande*