29 novembro 2012

E eu, cheia de boas intenções...

 
Comprei um biberão (ou biberon, ou biberone ou _fill the gap_. Whatever...) novo. Todo giro, todo colorido, todo com animaizinhos. Que são nossos amigos e aprende a respeitá-los Piquena. Aprende de piquena que, quem não é bom para os animais. também não o é para as pessoas. Todo fofo, todo grande, enche o bandulho criatura que o teu Avô diz que estás mui enfezadinha. Logo ele, o homem da Extrema Unção aos 3 dias de vida. 
A intenção até que era boa. O problema? Francisca, pastelona já de si que a genética matinal corre-lhe no sangue, demora agora o quádruplo do tempo a beber o leite de manhã. Porquê? Porque Francisca agora aponta para os animaizinhos (que são nossos amigos Piquena, respeita-os) e repete o som de cada um. Ou aponta e espera que a Mãe muja. Ou que a Mãe solte um balido. 
Coisa séria estas minhas manhãs em que gano de atrasada e mujo para a convencer que a vaquinha faz Múuuu. Mas bebe o leite Piquena, bebe o leite... 

2 comentários:

Cleo disse...

Sempre é melhor que ter a cria com a mania que é dentista e que tem de ver (com os dedos) a boca toda, dentes, língua e afins. Tudo isto, enquanto emborca o biberão da noite.

Magui disse...

Ah ah só tu! Beijinhos