10 outubro 2012

Coração de pedra...

Não tenho um coração de pedra. Tenho uma pedra no coração. Não no lugar do coração, mas em cima dele, a sufocá-lo. Pesa-me esta pedra no peito. Atira-me ao chão no ringue da vida. Mas levanto-me. Palavras que magoam e se esquecem quando relembradas são como um soco no estômago " nunca vais sair da cepa torta...". Esquecer. Andar para a frente. Ou para trás. Pouco importa. O importante é não parar, não ficar no chão, sair vencida. Tenho uma pedra no coração. Pelos Amigos que vejo sem perspectivas no futuro e fogem deste País. E deixam-no mais pobre. E deixam a pedra no meu coração mais pesada. Não tenho um coração de pedra. Há dias que gostava que fosse, assim suportava melhor o peso desta pedra. Mas depois, não iria saber rir. Nem amar, nem gostar. Nem odiar, nem detestar. Seria um robot. Um, dois três. Zero hour. Gosto deste coração que tenho. Mas não gosto desta pedra que me sufoca a alma, que me rouba as noites, me força a deitar lágrimas às escondias, lágrimas envergonhadas. 
Não tenho um coração de pedra, mas tenho uma pedra grande, tão grande, no coração. 

3 comentários:

Bi disse...

:((

Beijinhos**

CC Mãe de Duas princesas disse...

:(

Senti uma tristeza tão grande ao ler este post. Seja o que for, desejo que essa pedra saia rapidamente do teu coração.

Bjos grandes

raquel disse...

:(