26 setembro 2012

Francisca, quase uma "lade"...

Ontem fomos celebrar o nascimento do God's gift to the cockpit cá de casa, com tudo que ele merece. Comida para lá de óptima, espaço giríssimo, vinho top. Empregados abaixo dos mínimos de tão antipáticos. De tal ordem que eu, uma pessoa uber pacífica, me apeteceu bater-lhes. Adiante. 
Saímos de casa a medo, que Sô Dona Francisca fez questão de mostrar que sabe gritar. Muito. E muito alto. Acho que ela é o anticoncepcional cá do prédio. Maneiras que as expectativas para o comportamento fora de casa eram diminutas. Mas, ao contrário de todas as expectativas, a minha cria portou-se como uma "Lade". Na cadeirinha, a depenicar pão, a insistir em meter conversa com quem olhava para ela, distribuindo sorrisos. Vendida, é só levá-la a um restaurante e pronto, não há cá gritos BBC vida selvagem. Até que a certa altura Francisca pára tudo que estava a fazer. Concentra-se no horizonte. Cerra os lábios. Fica encarnada. Emite aquele som que não deixa margem para dúvidas bem alto. O povo olha. A Mãe nem sabe se ria. O Pai abre a boca de espanto. A saca das fraldas ficou em casa que estava de chuva e afinal hoje já não estava na agenda mais coisas dessas. Francisca repete a operação mais duas vezes. Rir é o melhor remédio e é o que fazemos. Ah e pensar que se alguém reclamar, das duas uma: podemos sempre ir embora sem pagar ou voluntários para a troca da fralda com nº2 são sempre agradecidos!

4 comentários:

Magui disse...

Lindo... Estou aqui a tentar manter a postura seria a que o trabalho obriga e a desmanchar-me de riso por dentro!

Sara disse...

Ahahahahahahah! A minha já me pregou uma dessas. As malandrinhas. :-)

raquel disse...

:) :)
senhora dona Francisca é uma lade que não se inibe de tratar da vida dela, onde quer que seja!
ora pois então!

M.P. disse...

Ahahahahhaahhaahaahh!! Só nos deixam ficar mal!:-))