24 abril 2012

De Sô Dona Maria Francisca Texuguinha, a lapa...


Pois que a criança cá do pedaço está a braços com uma crise de mãezice aguda nunca outrora vista nesta mui nobre residência. Se calhar são é dentes. Cólicas pega até ao terceiro mês, se a memória não me falha... 
Passa o dia senhores, o dia, pendurada no meu braço. Parece arraçada de macaca com lapa, deumalibre! 
Se passo aí a uns 50 metros da piquena logo ela arranja maneira de me apanhar com aquelas mãozitas pequeninas (riqueza da sua Mãe). E não hesita em fincar os deditos no meu braço (para ser precisa, basicamente é no que estiver à mão: bochechas, cabelo, perna... não é esquisita, não senhor)
Já tentei sentá-la afastada de mim no sofá. Quando dou conta, cria está grudadíssima once again em mim. Pendura-se, trepa por mim, bate-me no braço over and over again até ter a minha completa e total atenção. Teimosa como uma mula... (este post parece um catálogo do Zoo não tarda nada)
Já tentei ignorar. Mas "vai que ó depois" faz-me esta sorriso chantagista....

Fazer o quê? Sentar e esperar que passe pois claro, que amanhã também é dia... 
P.S- Foto com maquilhagem de Sô Dona Maria Francisca Texuguinha cortesia da fruta Manga. Para me recordar que a manga é uma fruta voadora. Em direcção a mim...

4 comentários:

raquel disse...

Tão linda! Essa Francisca está linda...
E aproveita essa "grudadice"!
Coisinha boa*

Cleo disse...

L. pequenina tenta fazer o mesmo. Como ainda não tem destreza de se mexer de modo a apanhar-me, "amanda-me" um berro a ver se acordo e olho para ela. Depois de captar a minha atenção visual, faz o maior beicinho do mundo de como quem diz: "pega-me mazé ao colo, que esses bracinhos precisam de mais múscalo"... and that's it!

Jei disse...

Isso é a Ansiedade da Separação...
ou pelo menos parece...

http://saude.hsw.uol.com.br/compreendendo-como-as-criancas-amadurecem5.htm

*sara* disse...

Riqueza mai linda!