21 abril 2012

Coisas de se viajar sozinha com a cria...

Fazer viagens com a cria a tiracolo (sem esquecer a mai' velha, pois claro, que essa até para o outro lado do Atlântico foi ao dependuro) leva a que se descubram novos horrores na vida mundana de mamífera:
Imaginem que têm de fazer quase 500 km para ir ter com a vossa cara metade. Imaginem que meteram na cabeça que devem beber mais de litro e meio de água por dia para a pele ficar bonita (ahahah, ela ficava bonita era se dormisse, isso é que era). Agora, imaginem que têm de parar numa área de serviço para irem à casa de banho porque já não dá mais. Mesmo.  Juntem a isto o facto de no banco de trás viajar convosco uma criancinha de uns tenros 8 meses (ou quase). Para animar mais a coisa, a área de serviço que escolheram não possui um fraldário equipado com uma micro sanita, que automaticamente resolveria todos os vossos problemas com a natureza. Assim, restam as seguintes opções: 
a) pedem à mai' velha para olhar pela "mana" enquanto a Mamã vai só ali fazer um xixizinho. Esta opção até poderia funcionar, não fosse a mai' velha uma Yorkie que até pode ser muito esperta, mas ainda não lhe dá no kit de cuidar de bebés. Nem que seja por cinco minutos
b) voltam para o carro e convencem-se que mais 250 km são peanuts. E no entretanto, a natureza vai parar de vos chamar;
c)  vão à casa de banho "normal" mas como o carrinho não cabe na cabine, deixam a porta aberta; 
d) a mesma que c mas fecham a porta. Vão falando com a criancinha para garatir que não, não a abandonaram numa casa de banho mal cheirosa e abaixo dos mínimos. Enquanto isso, rezam baixinho para que não apareça nenhum destrambelhado que vos leve a piquena
d) olham para as fraldas da piquena e pensam que se a vossa Avó vive com incontinência... porque não? 
e) tiram a cria do carrinho (é muito confortável e tal mas é um grande trambolho) e ficam com ela ao colo enquanto... pronto.  
Pick yours... 

10 comentários:

Cláudia, Vila do Conde disse...

Realmente! Que aventura! Bjoca

Magui disse...

Lindo! Já me aconteceu mas por sorte tinha wc de deficientes que me resolveu o dilema!
Beijinhos

Vanilla disse...

Por isso é que é raro sair de casa sozinha =/
E deixo o xixizinho para o fim, ou seja depois de ter tudo no carro a piquena no ovo, dou uma fugida ao wc.
Mas de todas as opções, fazia o xixizinho da ordem de porta aberta, what the hell se alguem entrasse, somos todas iguais loooooooooooooool
àhh uma das opções que não tens e se desse, optaria por trancar a porta da rua XD assim já ninguem entrava :p (era só um xixizinho rapido que esperassem!)

*sara* disse...

Demais princesa! Assim e que e! Uma mulher desenrascada!

Duchess disse...

A e:):)

raquel disse...

:)
pois, acho que tinha que optar pela opção e!
um dia destes, num café, deparei-me com o mesmo dilema e tive que optar pela opção e, mas confesso que todas essas opções me passaram pela cabeça.
boa viagem, de regresso.
beijinho*

Valsita disse...

Opção e)... já me aconteceu.... lol

Melancia disse...

E, afinal, qual foi a tua opção?

Sara disse...

Bem, também já optei por uma dessas alíneas. E mais não digo!

Princesa disse...

AHAHAH, opção e. Todas as outras passaram-me pela cabeça mas optei pela e. C'est la vie. :)
Beijinhos