30 janeiro 2012

Do sentimento de culpa...

Pesa uma tonelada em mim o sentimento de culpa. Corrói-me, destrói-me, desfaz em bocados pequeninos a minha alma. 
"A Francisca esteve em contacto com alguém doente?", foi-me perguntado duas vezes. Nas urgências e hoje pela Pediatra. E a verdade é que sim, esteve. E eu, como Mãe, deveria ter tido a coragem de dizer: NÃO, em alto e bom som. Devia ter tido a força de explicar que, tendo em conta a situação, o melhor seria não privarem com a Francisca durante alguns dias, porque ela ainda é pequenina (provavelmente, a minha Princesa será sempre pequenina aos meus olhos, mas ainda só tem 5 mesinhos, completados hoje). Não o fiz... cedi, fechei os olhos, permiti... 
Pode até não ter sido isso como pode ter sido... Pode ter sido a sorte, pode ter sido o azar... Pode ter sido o acaso... Tanto pode ter sido tudo como pode não ter sido nada... Mas a dor de ver a minha filha assim é insuportável. O estar constantemente a vigiar a respiração. O vê-la vomitar o pouco leite que bebeu por causa de um ataque de tosse. O vê-la ser aspirada com sondas e ter de a segurar enquanto as lágrimas lhe caem pelo rosto... O passar a noite em claro com medo que deixe de respirar ou que sufoque com o vómito... Custa, muito... Não estava preparada para isto. Eu, que sempre primei pelo sangue frio e racionalidade, sinto-me a descarrilar por completo. E mais uma vez, voltamos às culpas que atribuo a mim mesma... 
Uma querida Amiga disse-me um destes dias: "É o preço a pagar por se ser mãe. tens que aceitar que essas culpas fazem parte do processo. Por vezes tens apenas de aceitá-las, por vezes  contradizê-las."
Ainda não as consigo contradizer, nem aceitar...
Imagem retirada daqui... 

4 comentários:

raquel disse...

Oh minha amiga.
Não te culpes. Eu entendo, juro que entendo o que estás a sentir, mas a verdade é que não o podias prever.
Pode ter sido pelo contacto, como não. Não os vamos poder proteger para sempre. A verdade é essa.
(apesar que ultimamente só me apetece guardar o meu pequenino dentro de mim, onde só eu o podia proteger de tudo)
Tem calma, querida. Tenta manter a calma, para serenar a tua menina. E vai correr tudo bem.
Beijinho enorme. E qualquer coisa que precises não te esqueças que estou aqui*

Magui disse...

Muitos parabéns por mais um mesinho!
As melhoras da princesinha, estou a torcer para que fique boa bem depressa!
Beijinhos enormes

M.P. disse...

Muita força para ti e muitos miminhos para a princezinha...

Duchess disse...

Já te disse que culpa vai ser para sempre o nosso nome do meio? Culpa e angústia e medo. Claro que felicidade e magia também por lá andam. mas a culpa, senhores, a culpa...

Desculpa mas não tenho podido vir até aqui com a frequência que queria.

Beijo grande às duas princesas.