15 julho 2011

Do meu momento Pregzilla...

De olheiras bem carregadas e ar psicótico, hoje fui de novo espreitar a Francisca
Confirmei que estava tudo bem, é saudável e perfeitinha. E também confirmei que será mais um elemento da Dinastia dos Enfezadinhos que se arrasta há já várias gerações, como já aqui referi. Não é pequenina mas é magrinha. Paciência...
Enquanto bombardeava a médica com todas as mil e uma questões possíveis e imaginárias (a certa ponto, tenho a certeza que a médica esteve tentada a dar-me com a sonda na cabeça para me por inconsciente e, finalmente, parar de a questionar como a CIA questiona um prisioneiro) apercebi-me, para meu terror, que estava a actuar como uma Pregzilla... Naãaaaaao!!! 
Eu, a Mrs mas-porque-é-que-as-pessoas-ficam-assim-credo!, a actuar como uma Pregzilla... Não, não, nada disso! Naqueles minutos em que a médica suspirava pacientemente e respondia ao inquérito (e nada de respostas sim-não, que isto são tudo perguntas de desenvolvimento, ok?) não era eu que ali estava...Nahhh. Momentaneamente , o meu cérebro foi tomado de assalto por um qualquer grupo terrorista apostado em arruinar toda uma reputação... 
Quem, eu, Pregzilla? Nada disso. Impossível!!! 

1 comentário:

Lu disse...

LOLOL Hilariante!! :) Estou mesmo a imaginar-te :)
Tem calma minha querida, tudo vai correr bem!
Bejocas super docinhas **